sexta-feira, 14 de setembro de 2007

Estrela 13 - Chloroleucon tortum



Chloroleucon tortum (Mart.) Barneby & J.W.Grimes

Chamada vulgarmente de Jurema, Jacaré, Tataré e outros nomes, esta árvore nativa de Búzios e Cabo Frio (segundo Pio Corrêa vai do Rio de Janeiro até o Pará) é uma leguminosa incrivelmente retorcida. Até seu legume (legume em botaniquês designa fruto seco que se abre por duas fendas laterais) contorce-se a ponto de formar, não uma vagem, com silhueta de vagem, como as das outras leguminosas, mas uma bolota enovelada que lhe valeu o antigo nome científico Pythecolobium que significa orelha de macaco.

Roberto Burle Marx a usou bastante em jardins – há vários grupos no Aterro do Flamengo e nos jardins da Lagoa Rodrigo de Freitas no Rio de Janeiro – e, maravilhado, fez inúmeros desenhos do exemplar do SRBM, nos quais ressaltou o tronco bicolor, descamante e convulsionado, onde a aversão desta espécie à linha reta é mais conspícua.

Desenho de R. Burle Marx - 1964

3 comentários:

Hanny Guimaraes disse...

Ola Roberio!
Sou jornalista freelancer e estou produzindo uma materia sobre paisagismo para uma revista do seguimento imobiliario de sao paulo, a leardi.
cheguei ao seu blog por meio do site da Abap e gostaria de fazer uma entrevista com o senhor, abordando o tema e o seu trabalho em paisagismo. O senhor toparia? Se sim, por favor, retorne esse comentario para o meu e-mail hannygb@gmail.com
Obrigado
Hanny Guimaraes

Anônimo disse...

Olá Roberto, bom dia!
Sou arquiteta paisagista e peço-lhe a gentileza de esclarecer uma dúvida sobre a espécie Tataré (Chloroleucon tortum): como se comportam suas raízes? São agressivas para calçadas e tubulações ou são pivotantes e não causam problemas ao seu entorno imediato?
Aguardo resposta e agradeço desde já!
Aline Ziede
Jardins com Arte - Juiz de Fora/MG

Anônimo disse...

Desculpe, esqueci de colocar meu contato:
projetos@jardinscomarte.com.br
alineziede@gmail.com

Grata,

Aline Ziede