quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Estrela 10 - Euryale ferox



Euryale ferox Salisb.

Quem seria capaz de imaginar que existisse no planeta algum vegetal comparável à Victoria regia? Pois... existe! Não tão espetacular, é claro – seria exigir muitomas, ainda assim, incrível. Ela perde da Victoria, nossa íntima, em dois itens importantes: não tem aquelas conspícuas paredes verticais de 15cm nas bordas das folhas e sua flor é muito menor. Mas as folhas possuem área equivalente e a mesma estrutura imersa, capaz de grandes vãos. Além disso, o desenho delicado em linhas vermelhas que interligam os numerosos espinhos (daí o ferox) da vasta superfície é uma autêntica chinoiserie.

Trata-se da Euryale ferox do Yang-tse e da Asia tropical. Pertence à familia Nymphaeaceae ou, às vezes – o que parece exagero de preciosismo botânicoEuryalaceae.

É a mais recente estrela do Sítio. Em menos de 6 semanas de plantada apresentava folhas com 1,5m de diâmetro.

Consta que suas sementes são comestíveis e utilizadas na medicina chinesa. A tradução do nome, via o inglês foxnut, é castanha de raposa.

Nas fotos um detalhe notável: o botão da flor, quando emerge, abre caminho através da própria folha caso esta represente obstáculo. No afã de aparecer fora d’água nem se dá ao trabalho de contorná-la, tornando-se o único ser vivo não humano auto-piercing de que se tem notícia.

2 comentários:

Fernanda Seára disse...

Parabéns o blog tem conteúdo maravilhoso, é muito bem escrito e ainda divertido, adorei auto-piercing!

Roberio Dias disse...

Obrigado Fernanda.