terça-feira, 28 de agosto de 2007

Estrela 06 - Alcantarea edmundoi


Alcantarea edmundoi Leme

Alguém que me ouça falar de uma bromélia que, quando está em flor, tem 4 metros de altura certamente pensará que é conversa de pescador transposta para o reino da botânica. No entanto, trata-se da mais pura verdade. Refiro-me à Alcantarea edmundoi Leme, que floresceu em março de 2006, pela primeira vez, no Sítio.

A designação genérica foi feita em honra de Dom Pedro II, cujo nome todo era Pedro de Alcântara João Carlos Leopoldo Salvador Bibiano Francisco Xavier de Paulo Leocádio Miguel Gabriel Rafael Gonzaga – quase tão longo quanto esta Alcantarea é alta. o nome específico homenageia o botânico Edmundo Pereira (1914-1986) que dedicou a maior parte de sua carreira, no Jardim Botânico do Rio de Janeiro, à família Bromeliaceae.

Segundo o doutor Elton Leme – o botânico que a classificou e a quem agradeço as informações – esta espécie:

- é natural do litoral sul do estado do Rio de Janeiro;

- é “endêmica dos paredões graníticos justamarítimos no domínio da Mata Atlântica baixo-montana”;

- é parente próxima da Alcantarea imperialis, mas difere desta em dois aspectos principais: cresce na baixa altitude e suas flores são noturnas, sendo polinizadas por morcegos ou mariposas.


Um comentário:

marcia disse...

Visitei o SRBM agora em agosto de 2008 e amei. Está muito bonito.
Parabéns.
A guia Rafaela foi muito atenciosa e simpática.
Um abraço
Marcia Bulcão